18 de julho de 2007

Maré Alta de 18/07/2007

As alterações do clima


No próximo dia domingo, dia 22 de Julho, o Bloco de Esquerda vai realizar uma acção de sensibilização para as alterações do clima no distrito de Braga. A decorrer nas Taipas e em Barcelos, esta acção terá como intuito alertar para os problemas ambientais que atingem os rios Ave e Cavado, nomeadamente ETAR’s que não funcionam, descargas ilegais, planos de despoluição que não saem do papel, redes de saneamento básico incompletas, etc. e está inserida nas jornadas das alterações do clima organizadas a nível nacional pelo Bloco de Esquerda em Julho e Setembro. Mais informações em www.esquerda.net.

Nos dias que correm, os problemas ambientais já não são um problema apenas dos governantes, das autarquias locais e das organizações ambientais. Apesar de estes terem uma grande responsabilidade neste âmbito, o problema afecta toda a gente e como tal deve ser encarado por todos e de todos depende. A preservação das condições ambientais deverá ser uma preocupação constante de todos nós e há várias formas de fazer.

Já todos estão (ou deveriam estar) suficientemente sensibilizados para a importância de reduzir, reutilizar, reciclar e recuperar. O grande desafio que se coloca a cada um de nós é fundamentalmente a redução do consumo de recursos naturais como a água e energia, qualquer que seja a sua forma. Não é apenas nas empresas que é possível que a redução dos consumos de energia é possível, cada um de nós, em sua casa e todos os dias pode contribuir para essa redução. A grande maioria de nós utiliza automóvel todos os dias, a escolha de um veículo menos poluente e de menor consumo de combustível deverá ser tido em conta na altura de comprar um carro. Mas há outras maneiras de poupar combustíveis, como por exemplo fazer sempre uma condução suave e sem arranques bruscos. Se for necessário, pode sair mais cedo de casa. Outra energia que todos podemos e devemos reduzir é a eléctrica. Em nossas casas há imensas maneiras de conseguir essa redução de consumo, desde dar preferência às lâmpadas fluorescentes compactas ou circulares para a cozinha, área de serviço, garagem e qualquer outro local que fique com as luzes acesas mais de 4 horas por dia. Além de consumir menos energia, elas duram 10 vezes mais. Procure as lâmpadas de baixo consumo; Apague as lâmpadas dos ambientes desocupados; Sempre que puder use os aparelhos eléctricos fora do horário de pico (de 18 às 21h); Evite ter o frigorífico próximo do fogão, de aquecedores, ou áreas expostas ao sol.

Estes são apenas alguns exemplos de como reduzir o consumo e energia eléctrica, muitos outros há, basta uma breve procura na Internet para conhecermos muitas outras formas de o conseguir.

Fenómenos como o aquecimento global e as suas consequências já nos estão a afectar a todos, é urgente criar uma consciência colectiva que leve a uma consistente e progressiva mudança de hábitos individuais, familiares e de sociedade por forma a ser possível garantir um futuro sustentável para o clima do planeta.

Sem comentários:

"O mal dos seres humanos, é que preferem ser arruinados pelos elogios, a ser salvo pelas críticas."