8 de setembro de 2008

Habitação social em V. N. de Famalicão

"Será que o Presidente de Câmara conhece mesmo a realidade do concelho?"

A pergunta, muito oportuna, é feita no Famalicão e política. Efectivamente, Armindo Costa manifesta desconhecer a realidade de muitas famílias famalicenses ao afirmar que " Dentro de um ano, poderemos dizer que não haverá cidadãos famalicenses a viver em condições indignas".
Mesmo que fosse verdade que todos os famalicenses vivessem em habitações com o mínimo de condições, os famalicenses pagam dos mais altos impostos sobre os imóveis, pagam das mais altas contribuições e taxas de água e saneamento.
Armindo Costa diz ainda que "Hoje, vamos aos bairros e ouvimos a satisfação das pessoas.", em contrapartida, a restante população aperta o cinto para poder pagar as contribuições.
Mais, no mesmo texto é dito que foram investidos 11.2 milhões de euros desde 2002 em habitação social. Significa que foram investidos 1.6 milhões de euros por ano, sendo que a Câmara Municipal tem um Orçamento médio anual de cerca de 80 milhões de euros, facilmente se verifica que apenas foi gasto cerca de 2 % desse orçamento. Com tantos assessores e tão bem pagos, só por demagogia é que alguem pode afirmar que houve uma "execução verdadeiramente impressionante".

6 comentários:

O Presidente da Terrinha disse...

Talvez não conheça não...A maior parte das vezes é só Show-off...
Passa a vida fazer feiras...ora é de doces, ora de comes e bebes, ora do artesanato...mas tudo que nao seja feito na Cidade...todas as tentativas de fazer cultura fora da cidade, são destruidas por estes senhores!
o melhor é verificar em:

http://www.opresidentedaterrinha.blogspot.com/

P.S.: Parabens pelo Blogue (Gostei e voltarei)

O Presidente da Terrinha disse...

Não deve conhecer não... Toda a realidade fora da cidade é secundaria para estes senhores...

veja em: http://www.opresidentedaterrinha.blogspot.com/

P.S.: gostei do seu blogue, prometo ca voltar...

Mina de Moiros disse...

Vocês nunca estão bem. Sempre a criticar tudo o que se faça. Não vêem nada de positivo. Devem ter falta de alguma coisa importante.

Mina de Moiros disse...

Ah! Espero não ser censurada! Sim, já votei no Bloco de Esquerda. Mas só até ao acordo na Câmara de Lisboa!!!

José Luís Araújo disse...

Aquilo que estou (eu) a criticar não é o que está a ser feito, mas sim a demagogia.
O papel da opisição é manifestar posições diferentes, a Câmara farta-se de fazer propaganda exagerada com o dinheiro dos nossos impostos e o comum cidadão não pode manifestar a sua opinião?

Mina de Moiros disse...

Senhor José Luís Araújo: costumo visitar o seu blog e reconheço-lhe algum sentido nas críticas que por vezes faz. Mas não pode ser demagógico. Naquilo que disse o Presidente da Câmara de Famalicão, e se bem entendi, é que não haverá famílias a viver em condições indignas por responsabilidade da própria Câmara. Se houver, e uma vez resolvido o problema dos ciganos da estação, como foi resolvido o problema das famílias que viviam em barracas em Requião, diga-me onde é.
Como eu lhe disse, fui sempre eleitora do Bloco de Esquerda, mas tenho de reconhecer agora que, pelo menos em Famalicão, temos uma autarquia com consciência social.

"O mal dos seres humanos, é que preferem ser arruinados pelos elogios, a ser salvo pelas críticas."